Saturday, November 13, 2004

António Mega Ferreira

Esquece-te de mim. Amor,
das delícias que vivemos
na penumbra daquela casa.

Esquece-te.
Faz por esquecer
o momento em que chegámos,
assim como eu esqueço
que partiste,
mal chegámos,
para te esqueceres de mim,
esquecido já
de alguma vez
termos chegado.

("Poemas de Amor",antologia organizada por Inês Pedrosa)

3 comments:

maat said...

Escolha excelente.
Elegante, sensível e no "centro".

também gosto muito.

Peter said...

Na verdade,não conhecia o talento poético do autor e a "Antologia" de Inês Pedrosa não é um livro fácil de encontrar.

amita said...

Belo poema. Excelente escolha. Bjos