Monday, December 27, 2004

LINGUAGEM DO AMOR

A parte mais importante e mais sábia da
linguagem que o mundo fala, e que todas
as pessoas da Terra são capazes de entender
em seus corações é o Amor, uma coisa mais
antiga que os homens, e que no entanto,
ressurge sempre com a mesma força onde quer
que duas pessoas, dois pares de olhos se cruzem.
Aí está a pura linguagem do mundo, sem explicações,
porque o Universo não precisa de explicações
para continuar seu caminho no espaço sem fim.

Quando se mergulha na linguagem Universal,
é fácil entender que sempre existe no mundo uma
pessoa que espera a outra, seja no meio de um
deserto, seja no meio das grandes cidades.
E quando estas pessoas se cruzam, todo o passado
e todo o futuro perde qualquer importância,
e só existe aquele momento, e aquela certeza
incrível de que todas as coisas debaixo do sol
foram escritas pela mesma Mão.
A Mão que desperta o Amor, e que faz uma alma
gêmea para cada pessoa que trabalha, descansa
e busca tesouros.
Porque sem isto não haveria qualquer sentido
para os sonhos da raça humana...

( Paulo Coelho de Souza, escritor e roteirista brasileiro (1947/ -- )

6 comments:

lique said...

Tão verdade aquilo que é dito neste texto que escolheste! A linguagem do amor é, de facto, universal e está absolutamente ligada a algo que é superior a cada homem (ou mulher, claro!). Um abraço.

Peter said...

"Lique", o contacto com blogs brasileiros tem-me proporcionado a descoberta de autores, até aqui desconhecidos, e de textos muito interessantes, como é o caso.

BlueShell said...

Muita verdade...sem dúvida!...mas ( e há sempre um "mas")...a avaliar pelo número de separações que aumentam de dia para dia...eu diria...que algo vai muito mal no reino do Amor, ou não?...será das pessoas, da falta de valores? Será que é egoísmo à mistura? será que se espera uma coisa e se recebe outra...ou menos do que o que se esperava? serão os diabinhos que povoam a sociedade e que levam as pessoas a tentações (antes) sequer imaginadas???..então que raio se passa com o amor, hein?
jinhos, BShell

amita said...

A qualidade do teu blog está em crescendo. Colocas artigos maravilhosos. Os meus parabéns Peter. Bjos

Peter said...

BlueShell, o amor tornou-se um artigo de consumo: "usar e deitar fora".Havia muito a dizer e eu tenho muito a dizer,até porque um familiar está passando por essa terrível experiência, com os traumas a reflectirem-se nos filhos.

Peter said...

Obrigado "amita".Estás a exagerar.