Sunday, March 13, 2005

Olhai barqueiros

Olhai barqueiros
As margens do vento
A água que foge
Sob o barco lento.

Olhai nevoeiros
No horizonte de hoje
Possantes guerreiros
Desfazendo o sol
Com espadas de lã
O sol da manhã
Que o amanhã engole.

Olhai barqueiros
Sob o barco mole
A água da vida
Já está de partida.

(Poema de Henrique Dória)

6 comments:

Peter said...

Este poema foi aqui posto por sugestão de pessoa amiga. Fico agradecido a essa pessoa, porque não só gosto do poema, como se trata de um autor que não conhecia. Espero que o apreciem como eu o apreciei.

Heloisa B.P said...

MUITO BEM ESCOLHIDO!!!!!!!
SUA AMIGA, SABE O QUE FAZ!
GOSTO MUITO DESTE AUTOR! PARA ALEM DISSO, E' NOSSO "COLEGA", NESTE "MUNDO BLOGUEIRO", E MUITO BOM!
UM ABRACO PARA SI*, PETER QUE NOS DEIXA SEMPRE BELEZA OU... "PERTINENCIA", NOS ASSUNTOS TRATADOS (especialmente, no CONVERSAS DE XAXA!!!!!!!!!
_TENHO ADORADO AS SUAS FOTOS!_LINDAS E DE FACTO INVULGARES, RELATIVAMENTE, AO FACTOR FOTOS DE FERIAS!_LINDISSIMAS E COM *OLHO DE MESTRE*!!!!!!!
FIQUE BEM!
BOA SEMANA!
Heloisa.
***************

Anonymous said...

A tua amiga realmente tem bom gosto. O poema é uma beleza. Bjos Amita//brancoepreto

Anonymous said...

A tua amiga realmente tem bom gosto. O poema é uma beleza. Bjos Amita//brancoepreto

Anonymous said...

A tua amiga realmente tem bom gosto. O poema é uma beleza. Bjos Amita//brancoepreto

amita said...

A tua amiga realmente tem bom gosto. O poema é uma beleza. Bjos Amita//brancoepreto