Friday, July 08, 2005

Ausência

Na almofada branca,
as sandálias sonham
com a seda dos teus pés...
Partiste..
Mas a alegria ainda ficou no quarto,
talvez no ninho morno, calcado por teu corpo
no leito desfeito...
Entardece...
Esfuziante e verde,
um beija-flor entrou pela janela,
( pensei que a tua boca ainda estivesse aqui...)
Do frasco aberto,
vestidas de vespas,
voam violetas...
E na almofada de seda,
beijo as sandálias brancas.
vazias dos teus pés.

(João Guimarães Rosa)

11 comments:

amita said...

Excelente escolha Peter, a deste médico-escritor-poeta brasileiro precocemente falecido. Bjo e bfs

Peter said...

Em matéria de poesia és uma enciclopédia LOL

amita said...

Nem tanto, meu amigo, mas faz-se pela vida (lol). Um bom descanso e uns passeios. Os teus leitores esperam sempre por aqui para a partilha que tão bem sabes escolher. Bjo e bfs

Solange said...

Peter, quanto tempo não venho por aqui....que aconteceu com o conversas de xaxa3? Não consigo entrr lá. Saudades de vc e do grupo, infelizmente não tive mais tempo pra net.Bjs e saudades de todos.

Peter said...

"amita", não há descanso, nem passeio e a disposição para "blogs" começa a faltar. Continuo por Lisboa. Bom Domingo.

Peter said...

Sol, o "conversas3", acabou, no entanto permite aceder ao "site". Se quiser aparecer pelo seu sucessor:

http://conversasdexaxa4.blogspot.com

dar-nos-á o maior prazer.
Bom Domingo para vc.

amita said...

Bom dia Peter. Espero ver-te mais animado. Olha que está um belíssimo dia de sol, apesar da barulheira das corridas que decorrem aqui ao lado. Bjo

mfc said...

O amor e a saudade de algo perdido, que, normalmente, não volta mais.

Paula Isabel said...

Lindo, Lindo Poema, Peter!
beijinho

Heloisa B.P said...

"Ausência

Na almofada branca,
as sandálias sonham
com a seda dos teus pés...
Partiste..
Mas a alegria ainda ficou no quarto,
talvez no ninho morno, calcado por teu corpo
no leito desfeito...
Entardece...
Esfuziante e verde,
um beija-flor entrou pela janela,
( pensei que a tua boca ainda estivesse aqui...)
Do frasco aberto,
vestidas de vespas,
voam violetas...
E na almofada de seda,
beijo as sandálias brancas.
vazias dos teus pés."
***************************PETER*,
Nao resisto a tentacao de transcreve-LO TODO!!!!!
Nao preciso adjectivar!!!....
Meu Amigo, apesar da demora, nunca PERCO ESTE CAMINHO_ESTES CAMINHOS_: incluo o *Conversas de Xaxa* (o titulo, e' o OPOSTO ao conteudo das *CONVERSAS*!)!
Vou ainda circulando tipo "caracol"! por vezes, espreito SO', mas nao tenho nada para dizer porque um Vaziozinho frio se instalou no sitio onde se "reinventam as palavras"!!!!!
_Fica um ABRACO de Amizade e alguma Saudade!
ATE' SEMPRE!
Heloisa.
*****************

concha said...

Tão bonito.
Lindo poema.