Wednesday, December 07, 2005

CREPUSCULAR



A incerteza cai com a tarde
no limite da praia. Um pássaro
apanhou-a, como se fosse
um peixe, e sobrevoa as dunas
levando-a no bico. O
seu desenho é nítido, sem
as sombras da dúvida ou
as manchas indecisas da
angústia. Termina com a
interrogação, os traços do fim,
o recorte branco de ondas
na maré baixa. Subo a estrofe
até apanhar esse pássaro
com o verso, prendo-o à frase,
para que as suas asas deixem
de bater e o bico se abra. Então,
a incerteza cai-me na página, e
arrasta-se pelo poema, até
me escorrer pelos dedos para
dentro da própria alma.

( Nuno Júdice )

8 comments:

maat said...

Belo poema de Júdice.
Bela escolha.
Gosto da imagem, também.

Bom feriado.


abraço.

Peter said...

Obrigado "maat". Foi difícil relacionar os seus dois blogs: c/comentário e s/comentário. Mas ficaram os dois nos links.

Bom feriado

amita said...

Um conjunto maravilhoso (imagem+poema). Do Júdice, mais um:

Poema de amor para uso tópico

Quero-te como se fosses
a presa indiferente, a mais obscura
das amantes. Quero o teu rosto
de brancos cansaços, as tuas mãos
que hesitam, cada uma das palavras
que sem querer me deste. Quero
que me lembres e esqueças como eu
te lembro e esqueço: num fundo
a preto e branco, despida como
a neve matinal se despe da noite,
fria, luminosa,
voz incerta de rosa.

Um bjo, meu amigo e um bom feriado

Peter said...

olá amita! Fiz download, para utilização futura.

Bom feriado. Muito trabalho?

amita said...

Bastante, Peter, mas não só, também uma certa apatia misturada com preocupações familiares que (in)conscientemente me levam a não navegar nem colocar poemas. Resumindo: fases ou percursos a enfrentar. Haja saúde, alegria e Paz entre as gentes. Um bjo amigo e um bom feriado

vero said...

Belo poema!!!
Beijinhos e bom fim-de-semana!!!

:)

Maria do Céu Costa said...

Um excelente poema. Beijinhos, Peter.

dulce said...

Gostei do poema.
Beijinhos e bom f semana