Friday, October 20, 2006

Canela e erva doce


Cheiras-me a canela e erva doce
Açúcar e moscatel
Saboreio-te lentamente
Em pequenas dentadas
Suaves como o teu olhar
Cheiras-me a plenitude e a cansaço
Semi amargo
Leio-te no cheiro a maresia
Que me entra pela janela
Vejo na areia as marcas
Dos nossos passos
Cheiras-me a ti
Canela e erva doce
Nos beijos que saboreio
Doces à beira mar.

(Paula Raposo)

3 comments:

BlueShell said...

Não creias, não ames, não te entregues! Tudo é em vão! ACREDITA EM MIM!

Beijo sem cor...
De uma concha que foi AZUL!
BShell

Paula Raposo said...

Obrigada meu Amigo, por publicares no teu espaço o meu poema que dá nome ao livro!! Abraço-te. Muitos beijos.

Heloisa B.P said...

BELISSIMO ESTE POEMA DE PAULA RAPOSO!
Conheco-A de BLOGUES de varios AMIGOS onde sempre leio SEUS COMENTARIOS!
Ja acessei varias vezes o BLOG DELA e deixei uma ou duas vezes pequena mensagem de APRECO!
GOSTEI DE VE-LA AQUI!
ABRACO a AMBOS a SI MEU AMIGO e a ESTA AUTORA que conheco pouco bem mas que ja aprendi a respeitar atraves dos sempre inteligentes COMENTARIS que ELA vai semeando nos BLOGUES DE AMIGOS COMUNS!!!
Seu bom gosto e SENSIBILIDADE, PETER SEMPRE ESCOLHE O MELHOR PARA NOS OFERECER AQUI!_OBRIGADA POR ISSO_!!!!!

Abraca-O sua dedicada Amiga,
Heloisa
............