Tuesday, February 08, 2005

Coisas

Estou olhando para as coisas mas sem as querer ver
porque quero ver além do olhar espontâneo e imediato
em que cada coisa se projecta
sem tempo para a suspender ou para dela desviar os olhos.

Mas o que é que há para ver além das coisas?
Toda a evasão implica um retorno às coisas.
Estamos implicados nas infindáveis relações
dos objectos e não conseguimos ser simples ou elementares.
Uma retórica incessante domina a nossa mente.

É óbvio que não há nada para ver além das coisas
mas há o desejo de ver não sabemos o quê.
Os valores vivos não estão além das coisas
e não estão também nas coisas
mas entre o silêncio e as palavras
entre o silêncio das coisas e o silêncio do nosso olhar.
Escrever é tentar ser a voz silenciosa
desse indefinível silêncio que é luz e espaço e nada é
senão luz e espaço lenta vacuidade de um instante puro.”

(António Ramos Rosa, “Deambulações oblíquas”)

5 comments:

mfc said...

As coisas são vistas em nós, nessa medida são animadas!

heloisa said...

BELISSIMO POEMA, PETER*!_ALIAS, todas as Suas escolhas sao de uma seensibilidade e bom gosto extraordinarios!!!!!!!

PETER*, agradeco Sua gentil visita a meu blog!
_Muito Obrigada! E' sempre um prazer ve-Lo por la'!
-------------------------------------------------
_Peter tentei deixar mensagem no sseu Conversas de Xaxa 3 e nao consegui abrir os comentarios de nenhum dos "posts"!_TENTEI VARIAS VEZES, SAI' VOLTEI A ENTRAR e ate' agora, nada!_QUE SE PASSARA'???.........
_Diz-me sempre: "PAGINA NAO ENCONTRADA."
_Estou um pouco triste! Nem sempre posso la' ir e quando posso aparece um "estupido" impedimento!
_Deixo aqui um Abraco para a Embaixatriz, a Lotus e os restantes!
_Se me permite, deixo aqui o que ja' tinha escrito. se Lhe for possivel, a SI*, coloque-o la'!
_OBRIGADA!
Aceite meu Abraco Amigo!
ATe' sempre!
Heloisa.
************************************
Para a EMBAIXATRIZ:

POIS E'!!!
_E' TUDO ISSO!!!!!!!!!!
******************************Fico contente de reve-La (rele-LA!).
Que esteja em Saude, e' meu desejo!E...ALEGRE!!!
Meu Abraco Amigo!
Heloisa.
************************
_Amanha vou tentar, novamente! Mas se houver qualquer "problema", escreva-me um e-mail, por gentileza!
OBRIGADA, mais uma vez!
H.

Márcia Maia said...

O poema é todo belo, mas os cinco últimos versos são divinos e encerram todo o mistério do escrever.
beijo grande, Peter.

Peter said...

Heloísa,minha boa amiga,o SAPO tem destas coisas.Vc viu que tem lá muitos comentários.Dado o seu interesse,vou colocar lá o poema,acompanhado do seu comentário.

Peter said...

"mas entre o silêncio e as palavras
entre o silêncio das coisas e o silêncio do nosso olhar.
Escrever é tentar ser a voz silenciosa
desse indefinível silêncio que é luz e espaço e nada é
senão luz e espaço lenta vacuidade de um instante puro.”

Márcia, ARRosa é o meu primeiro poeta.