Monday, November 23, 2009

São duas da manhã


São duas da manhã,
oh! meu amor
e tu dormes.

São duas da manhã
e pressinto-te
e quero-te.

São duas da manhã
e penso:
dormes!

São duas da manhã!
São três da manhã!
São tantos amanhãs.

(F.G.)

2 comments:

antonio - o implume said...

Duas da manhã? è mesmo para dormir!

Meg said...

Peter,

Amanhãs?
Demais...
ou tarde demais?

Um abraço