Wednesday, October 12, 2005

Lua adversa



Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

Cecília Meireles

4 comments:

lazuli said...

Peter..fizeste da minha noite um jogo feérico de luz

dulce said...

Mais uma vez uma imagem linda.
Não conhecia o poema. Gostei muito. Quem não tem fases?

A. Duarte Lázaro said...

Conheci este poema há pouco tempo e fiquei seduzida... deve ter sido da lua e da sua influência em Caranguejo ;p
Também eu tenho fases, muitas fases, mais que a Lua...
A imagem é encantadoramente bela
Este post foi de prazer para o leitor :)

vero said...

Não conhecia o poema e gostei muito...sempre algo bonito para se ler aqui no teu cantinho. Quanto à musica no meu blog, acho k é lindíssima e fico contente por ter gostado também...
Beijinhos***