Wednesday, February 01, 2006

Meu amor querido

Para começar bem o mês:

“Hoje enchi uma mochila com o meu desejo
e parti à procura de ti.
Vi-te reflectido num vidro
espelhado
a aproximares-te de mim.

No suor das minhas mãos
o coração trespassava, intenso
o teu sexo inteiro.
Naquele momento breve
no fogo e na chama, imenso
os lábios enchiam a boca
a boca do sabor, do único
o teu sabor.

Subi do amor os degraus
fundi-me em ti, em mim
no claro dia em que parti
à procura de ti.

E nas sombras alumiadas
e nas ruas que percorro
vejo-te.
No vulto, no olhar solitário,
na multidão em redor,
no ruído e no silêncio,
amor.”

e para que perdure …

5 comments:

maat said...

límpido como o olhar do coração.
Belo.

***maat

lazuli said...

também vim á procura de ti.
E encontrei este poema surpreendente.

Bom dia para ti*

Peter said...

E encontraste-me nas letras do poema, com o "olhar do coração" (citando "maat").

Espero que tenhas tido um bom dia*

dulce said...

A eterna procura... do amor
Beijos para ti

amita said...

Muito belo, Peter. Fiquei agradavelmente surpreendida. Um bjo e uma flor