Wednesday, December 31, 2008

PASSADO


Passou o vento, passou o dia,
passou a noite e a manhã,
passou o tempo, passou a gente,
passou cada hora de amanhã;

passou um canto esquecido
nos cantos de cada passo
passou ao dizer que passo
sem se lembrar do compasso;

passou a vida como se nada fosse,
só passou e foi-se embora,
passou a pressa, sem demora,
e passou tudo a quem ficou;

e se mais não passou
no fim de tudo ter passado,
foi porque algo se passou
no último passo que foi dado.

(Nuno Júdice, in “Geometria Variável”, Dom Quixote)

7 comments:

o que me vier à real gana said...

Peter, que o teu desejo "utópico" se concretize!

antonio - o implume said...

E por tudo isso passemos nós comânimo e saúde. Bom 2009!

belakbrilha said...

Peter
Sei que tudo o que falaste é verdadeiro, mas nesta época do ano deixa-nos sonhar com um sonho bom...

Que o ano de 2009 seja o melhor de sempre, apenas ligeiramente pior que 2010…

A esperança é a última que morre!!!

bj

Carreira said...

Bom 2009!!!
Abraço,
José Carreira

Paula Raposo said...

Não sei se o meu comentário ficou para aprovação. Se não ficou repito.

Fragmentos Culturais said...

Um belo poema! Só um exímio escritor faz de um 'jogo de palavras' uma mensagem bem profunda!

Nuno Júdice... um dos meus poetas preferidos' e já muito publicado em 'fragmentos'!
Esse livro folheei-o agora pelo Natal... mas acabei por fazer outras opções. Mas voltarei a ele... apesar de já ter muito obra do autor.

Bom Ano Novo!
Fraterno 2009!

... pelos votos deixados em 'fragmentos', sensibilizada! É preciso acreditar...

Amita said...

Assim é a vida... retratada num belíssimo poema.
Com maior ou menor dor... tudo passa.
Um bjinho com carinho e amizade